Translate

Buenos Aires - Caminito e Estádio do Boca Juniors

No nosso último dia em Buenos Aires, iniciamos pela Calle Florida, esquina do hotel em que ficamos, visitamos a Galeria Pacifico, um shopping muito bonito, luxuoso, muitas lojas com diversas opções, lojas de griffe também, mas preço para turista mesmo. Conhecemos a Plaza San Martin, o edifício Kavanagh e a Torre dos Ingleses. 
Torre dos Ingleses

Depois seguimos a pé para o Puerto Madero, passeamos pelo Porto e conhecemos o Fragata Sarmiento, um barco de guerra transformado em museu. Passeio rápido e muito interessante. Aberto até as 17h - Ar$ 2. Almoçamos no Brasas Argentinas, escolhido por acaso, na verdade para fugir do calor que estava muito, e acertamos na escolha, restaurante muito bom, atendimento excelente, buffet variado com muita salada e todo tipo de carne. Ar$ 49 pessoa (rodizio, sobremesa e serviço de mesa). 
Estádio Boca Juniors

Estádio Boca Juniors

Após o almoço, pegamos o táxi em direção ao La Boca, visitamos o Bombonera, estádio do Boca Júniors e o Museu. Eu detesto futebol e achei a visita ótima, o estádio do Maradona é muito bonito, conservado, o Museu muito interessante e organizado. Um passeio recomendado mesmo para quem como eu não gosta de futebol. É interessante observar a emoção e admiração que as pessoas sentem ao se aproximarem do campo. O marido que curte futebol gostou muito do passeio. Visita ao Estádio e Museu - Ar$ 25.
Caminito

Caminito

Caminito

Caminito

Caminito

Logo em frente fica o Caminito, rua repleta de casas antigas, coloridas, ambiente bem alegre com diversos dançarinos de tango apresentando-se pelas ruas. O táxista que nos levou recomendou cuidado com a bolsa e equipamentos fotográficos e acredite, ele comparou ao Pelourinho, kkk, como moro aqui em Salvador entendi muito bem o recado. E ressaltou que qualquer informação de guias e fotos com dançarinos no final seria cobrado. Ficamos atentos, tomamos cuidados e não tivemos nenhum problema. 
Teatro Cólon

Pegamos um táxi até Av. Corrientes, visitamos o Teatro Cólon que infelizmente ainda estava fechado para visitação, jantamos pela Corrientes mesmo, nos despedimos das empanadas e pizza, e seguimos para o hotel para arrumarmos as malas. 

Nossa viagem foi maravilhosa, um pouco de frio, um pouco de calor, fomos muito bem tratados por todos, não tivemos problemas com taxistas, enfim gostamos de tudo, e com certeza em breve retornaremos. 

*viagem realizada em Novembro/2010

Buenos Aires - Plaza Mayo - Av. 9 Julho - Café Tortoni

No quarto dia na cidade passeamos pela Calle Florida e depois seguimos pela Av. 9 de Julio até Plaza de Mayo, com o objetivo de conhecer os pontos turísticos, digamos, obrigatórios.
Obelisco

Obelisco
Primeira parada no Obelisco, impossível passar batido por ele, não tem nada de surpreendente, mas grita por atenção devido sua altura e localização bem central, na avenida mais larga de Buenos Aires.

Casa Rosada
Próximo destino, Plaza de Mayo, local de manifestações populares, o famoso panelaço e a caminhada semanal das mães que perderam seus filhos durante a ditadura militar. Nesta mesma praça está localizada a Casa Rosada atual sede do Governo e outros prédios importantes como Catedral Metropolitana, El Cabildo e Banco de La Nacion Argentina.

Na Casa Rosada é possível fazer a visita guiada, mas como nossa viagem coincidiu com o funeral do ex-presidente Nestor, a área estava cercada e a fila para entrar estava imensa.

Seguimos para a Catedral Metropolitana, a visita foi um pouco tensa porque vários manifestantes estavam reunidos na sua entrada, pixando a fachada externa, fazendo barulho com apitos e aparelhos de som, verdadeiros arruaceiros. O interior da Igreja é belíssimo, rico em detalhes, cada santo tem um espaço mais recuado como se fosse uma capela possibilitando aos devotos fazerem suas orações, novenas...

Catedral Metropolitana 
Ao lado da Catedral está o prédio do Banco de La Nacion Argentina, um prédio antigo e histórico como quase tudo em Buenos Aires, pé direito alto, portões imponentes com detalhes em metal dourado, muito bonito. Perdemos a oportunidade de visitar o Museu do Banco que funciona até as 15h.

Visitamos o El Cabildo, antiga sede do Governo e hoje museu, exibe documentos que registram a libertação da Argentina. Interessante. Proibido fotografar ou filmar. Entrada gratuita.

A noite conhecemos o Café Tortoni aonde assistimos ao show de tango. Post em breve.

* viagem realizada em Novembro/2010